HELENA TRIGUEIRO

Ulster University

Nutricionista e Investigadora doutoranda na Ulster University, atualmente a estudar a aplica√ß√£o do pensamento de sistemas e ci√™ncia de implementa√ß√£o nas pol√≠ticas contra a diabetes. Tem experi√™ncia em nutri√ß√£o cl√≠nica, desportiva, comunidade de ci√™ncia e pol√≠tica de sa√ļde. Exerceu fun√ß√Ķes no Parlamento Europeu at√© outubro de 2022. Mestre em Ci√™ncias do Consumo e Nutri√ß√£o pela Universidade do Porto, e licenciada em Ci√™ncias da Nutri√ß√£o pela mesma institui√ß√£o.

Sess√Ķes em que participa:

Dia 19 de Novembro às 14h30

Pol√≠ticas p√ļblicas de preven√ß√£o: o papel dos profissionais de sa√ļde

Problemas sist√©micos e complexos requerem respostas sist√©micas e complexas. A maioria das conquistas da sa√ļde p√ļblica no √Ęmbito da preven√ß√£o da doen√ßa partiram de algum algum tipo de a√ß√£o pol√≠tica: as pol√≠ticas de saneamento permitiram a diminui√ß√£o consider√°vel de zoonoses; as pol√≠ticas de gest√£o da polui√ß√£o diminuem a preval√™ncia de doen√ßas respirat√≥rias, entre in√ļmeros exemplos que poderiam ser mencionados.

Na alimenta√ß√£o, a pol√≠ticas p√ļblicas de preven√ß√£o s√£o essenciais √† melhoria dos ambientes alimentares e do estado nutricional da popula√ß√£o. N√£o obstante, a literatura mostra a necessidade dos profissionais de sa√ļde estarem mais preparados para planear, aplicar e estudar pol√≠ticas p√ļblicas de preven√ß√£o para a sa√ļde. Profissionais de sa√ļde mais sensibilizados e informados sobre as pol√≠ticas de sa√ļde entendem melhor as dimens√Ķes dos determinantes de sa√ļde (nomeadamente os sociais e comerciais), e conseguem exercer de forma mais integrada e realista.